O Poder da Gratidão!

A prática consciente de gratidão, gera uma das forças mais poderosas que há!

O sentimento de GRATIDÃO conecta os seres humanos com a Força Criadora e faz imenso bem ao Espírito e isso não é papo holístico, só não. A Neurociência explica o poder da gratidão no nosso corpo.

 

O Cérebro possui um sistema de "recompensa" localizado numa área chamada Núcleo Accubens. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos ativamos este sistema  que é responsável pela sensação de bem-estar

e prazer do nosso corpo físico.

O prazer que vem do Cérebro, quando este identifica que recebemos algo bom, tivemos sucesso,  gera a liberação de Dopamina, um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer. É super simples de observar isso. Pessoas que estão sempre manifestando satisfação com a vida que leva, têm facilidade de ver tudo pelo lado positivo e costumam contornar com suavidade os problemas pois vêem nestes "algo de positivo, afinal", estão sempre gerando mais coisas boas, vitalidade e alegria.

 

Mas como construir GRATIDÃO em nosso pensamento? 

É uma prática que exige atenção e perseverança. Mas no final das contas, um EXERCÍCIO SIMPLES. Como fazer exercício físico todo dia, como alimentar-se bem e sair todos os dias de casa para trabalhar. Como ter saúde se não se exercita e não se alimenta?

Como ver as coisas pelo melhor ângulo se não observa o que deve motivar gratidão?

Na prática de APPE, desenvolvida pelo Ciência do Milagre, a primeira coisa que aconselhamos é que a pessoa use uma forma de materializar estes dados, digamos, etéreos.

Se eu aprendo a "fazer milagre" com uso de Energia Sutil e esta energia vêm dos bons sentimentos, tenho que aprender a "ver" energia e produzir bons sentimentos. Em última análise, a prática de PNL proposta no EXERCÍCIO CINCO | CADERNINHOS 

te obriga a achar, todos os dias, uma razão para ter gratidão. Mas você tem que escrever, de punho ou seja... é um pouco mais elaborado do que sair pelas Redes Sociais escrevendo "gratidão". Você deve ter vivenciado esta experiência e isso imprimiu-se de algum modo no seu espírito. Por isso você registra no Caderninho. Materializa o fato.

Agora vem a questão mais complexa. Como você deve identificar suas conquistas?

Para você, o que é uma conquista pode não ser para mim.

 

ERRADO

O exercício de GRATIDÃO começa justamente das coisas mais simples para as mais extraordinárias.

É uma "escadinha" de padrões e valores que devem ser galgada com cautela. Não pule as etapas.

As conquistas, para todos os seres humanos, são (ou deveriam ser) as mesmas, num padrão bem simples:

ESTOU VIVO(A) E COM SAÚDE? 

Por isso, hoje agradeci no Caderninho por ter conseguido fazer exercício físico.

Estive doente e melhorei, escrevi no Caderninho que me sinto melhor.

SOU AMADO(A) E ESTOU PROTEGIDO(A)?

Se uma única pessoa quer seu bem e dedica-se a você, você já deve ser grato(a).

De certo há mais pessoas, mas pode ser que você não veja.

Quantas vezes no ano (imagine por dia) você agradece e comenta que o padeiro foi super gentil com você, que lhe deu bom dia e tratou de escolher o melhor pão, elogiou sua aparência e quis ser mais do que um estranho em sua vida lhe dando um pouco de

seu afeto e alegria de viver? "Ah... isso eu não notei."

Então comece a notar. Quanto mais sábia é uma pessoa, mais amigos ela faz dentre os simples.

Afina, na maioria das vezes dedicamo-nos a comentar quando o padeiro é grosseiro, certo?

ESTOU COMENDO?

Ninguém agradece por isso, a não ser que perca tudo para dar importância de ter um simples pão velho na gaveta.

Você tem duas opções: ou dedica-se a sentir, no fundo do coração, a dádiva que é ter comida no prato ou um dia pode ser que lhe retirem o último grão para que se renove em você o poder de ter GRATIDÃO por um simples prato de comida.

O sentimento que passamos a ter quando acostumamos nossos sentidos a perceberem a GRATIDÃO passam por outro fenômeno neural. Este sentimento estimula as vias cerebrais para a liberação de outro hormônio chamado Ocitocina, que estimula o afeto, traz tranqüilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia.

 

Assim, exercitar o sentimento de GRATIDÃO dissolve o medo, a angústia e os sentimentos de raiva. Fica mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários.

 

AGORA VEM A BOA NOTÍCIA

Nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo gratidão e infelicidade. Assim, basta escolher.

© 2016 | Ciência do Milagre

  • Facebook - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
EMAIL
TELEFONE

(21) 96961.4404

© 2016 Todas as Fotos, Textos e Ilustrações de direito do Projeto Ciência do Milagre