Você queria estar aqui e agora

Na astrologia há doze signos zodiacais que nos influenciam, atuando também no inconsciente coletivo da humanidade. As Eras são épocas marcadas por signos da Astrologia, a mais antiga das ciências e a que mostra, por destes arquétipos, como os seres vivos estão interligados como cada movimento do Universo.

 

As Eras têm duração aproximada de 2.160 anos, portanto, vamos revisitá-las. É um passeio em outros tempos para ver como o ser humano evoluiu aqui no Plano Físico e como a humanidade está se preparando para entrar na Era de Aquário. Isso diz respeito à sua compreensão e descoberta pessoal, do momento que vive.

POR
Lou Amaral Judice

Sensitivos, astrólogos, teólogos, filósofos, matemáticos e cientistas, todos concordam que ficou clara a opção dos espírito escolher seus destinos tanto neste tempo e espaço (aqui e agora) quanto em tempos remotos paralelos e em devir, no futuro.

A teoria da Relatividade de Tudo de Einstein é uma destas provas de que o tempo/espaço se sobrepõem em camadas e não linearmente. Assim, você está vivendo apenas

um de seus momentos de existência e em todos eles, você tem sua missão.

Lendo este texto, talvez entenda porque seu espírito escolheu estar aqui neste momento.

 

Vai fazer muito bem e acalmar você, tentar lembrar-se do "por quê". Por isso fizemos esta pesquisa e pedimos que leia entendendo que cada uma destas Eras "imprime" em nós, seres humanos,

registros akáshicos. O que aconteceu em uma Era há mais de 12 mil anos, pode sim nos influenciar agora. 

 

Era de Leão ( 10.302 a 8.142 aC )
O período paleolítico ou Era Glacial, aconteceu na Era de Leão. É quando surge a ideia de deuses e por ser uma era regida pelo Sol (astro rei), foi de fato um momento revelou fonte de vida e de luz,

criatividade e pompa real. O Continente de Atlântida teria existido nessa era e, seus habitantes por serem muito evoluídos, criaram uma espécie de "berço de cura" de Raças Superiores.

Mas, como sempre onde há pessoas com missões elevadas, os erros ficam muito evidenciados.

Ao incorporar "paixões exacerbadas" de baixa vibração, os seres desta era foram purificados por um catastrófico dilúvio que submergiu esta maravilhosa civilização.

Na Idade da Pedra o ser humano supera suas dificuldades com criatividade, criando ferramentas e descobrindo a comunicação por meio da arte rupestre. Nesta era o homem desconhece que seu esperma fecunda as mulheres que ovulavam só uma vez por ano. Por isso, ao ver um novo ser nascer do ventre de uma mulher, o homem entendia que ela era uma espécie de semi-deusa. Além disso, a mulher tinha o próprio alimento nos seios, para sustentar aquela nova vida

e não precisava da caça do homem.

 

Enquanto ele saía para a caça, as mulheres mantinham o fogo aceso nas cavernas. Como a produção do fogo era ainda desconhecida, esta prática de manter o fogo aceso ajudava na sobrevivência.

 

 

Era de Câncer ( 8.142 a 5.982 aC )


A Lua rege esta fase onde as civilizações reverenciam a energia sensível e poderosa das mulheres.

Um forte exemplo desta era é força que o sagrado feminino tem no Egito Antigo.

 

Com a regência de Câncer o ser humano entende-se um ser social e deixa de ser nômade, vivendo em prol de sua sustentabilidade. Constrói moradia e se dedica ao alimento que ele mesmo planta.

Civilização na Índia, Mesopotâmia e China, cresceram nesta Era de Câncer e não por acaso, são altamente espiritualizadas e suas culturas, até hoje, suportam os sofrimentos humanos

com muita sabedoria.

 

A Era de Gêmeos ( 5.982 a 3.822 aC )


Gêmeos é regido por Mercúrio o que faz desta era um marco de desenvolvimento na comunicação.

O ser humano aprende a usar este poder de se comunicar para aumentar sua força de domínio. Quem sabia mais e produzia conhecimento em forma de "verdade", possuía mais poder sobre os outros. Não é a toa que o maior simbolismo desta era é a descoberta de escrita. 


Gêmeos também rege o movimento e a ação que é muito simbolizada pela descoberta da roda, do leme e da vela de embarcações marítimas. A força mecânica e a facilidade de locomoção e transporte, potencializam o que esta era tem de mais importante: grandes feitos na área de

construção e descobertas muito importantes.  

Olha que incrível: Gêmeos é um signo de Ar e não precisamos dizer o quanto as velas de embarcações impulsionaram as eras seguintes, ditas modernas.

Com o avanço do intelecto humano, surgem escolas, tecnologias agrícolas e artes. Hermes Trismegisto, no Egito Antigo, cria os números e aperfeiçoa a escrita. Com isso surgem a ciência física, a geometria, a matemática, conceitos sobre legislação... e outros.

O que observamos nesta era? O poder do conhecimento e o desenvolvimento intelectual,

começam a distinguir os seres humanos.
 

 

Era de Touro ( 3.822 a 1.662 aC)


Tem um modo legal de gravarmos esta Era, lembrar do sagrado Bezerro de ouro dos hebreus, do boi Ápis e da deusa Hathor (figura feminina com chifres de vaca). Nesta Era, os indianos entendem que a vaca é um animal sagrado.


O signo de Touro, simboliza a matéria e temos mais simbologias que marcaram esta Era como a forma perfeita e pomposa da pirâmide de Quéops, no Egito. A matéria exposta em proporção divina, quase sobrenatural que justamente tinha, como propósito, preservar a matéria do corpo, após a morte, junto com suas riquezas. 

Tanto criação de animais quanto a agricultura, cresceram muito. As técnicas de irrigação criadas pelos egípcios eram tão modernos que superariam problemas de seca que até hoje o homem não superou. Por isso o Rio Nilo teve uma importância cultuada pois a fertilidade de suas margens com o sistema de agricultura geravam imensa abundância. 

 

Por ser regido pelo planeta Vênus, o signo de Touro valoriza as artes. Explode o uso de utensílios, jóias e adereços bem como pintura, cerâmica e música e maquiagens.  Vale lembrar que os metais estão relacionado ao signo de Touro.

O percebemos nesta Era: o homem que adiquiriu poder com uso de intelecto na Era anterior,

agora começa a valorizar a matéria.

 

 

Era de Áries ( 1662 aC a 498 dC)


Áries é um signo forte tanto no sentido de realização quanto pelo poder de liderança. É neste período, regido pelo ferro, pelo metal, que as armas passam a ser usadas em profusão nas guerras.

E como Áries é regido por Marte, o deus da guerra, o que começamos a ver são

deslocamentos e conquistas territoriais em batalhas sangrentas.

Não é um signo somente ligado à liderança e à coragem, também está associado às ideias brilhantes. Não é a toa que dentro desta era, surge o período Helênico (morte de Alexandre o Grande em 323 a.C. e a anexação da península grega e ilhas por Roma em 146 a.C. ), uma época de grandes feitos.

A Grécia promove uma explosão de criatividade nas artes, na arquitetura e urbanismo. Filósofos propagam ideais e preceitos novos sobre a existência humana. Criam o Senado que mostra um novo caminho para amenizar o poder dos imperadores. Criam o conceito de faculdade que gera evolução social com conhecimento aberto a mais pessoas. Começam a conquistar territórios tanto na Ásia quanto na Europa e chegam ao Egito. Se fundem à várias outras culturas na região

mediterrânea e criam uma arte própria que mais tarde (por volta do século XIV) inspira um dos mais importantes movimentos da humanidade: o Renascimento. 

 
O homem começa a se impor pela estratégia e força. Nessa era surge o mito do herói e o culto masculino à virilidade, aos hábitos espartanos, aos atletas, aos gladiadores, aos ginastas e às olimpíadas marcadas pela competitividade e movimentos ligados ao signo de ação, Áries.



 

 

Era de Peixes (495 dC ao nossos dias)

Sem dúvida o fenômeno religioso do cristianismo, que se expande pelo mundo, foi um forte símbolo desta era. Não por acaso, o símbolos religiosos da época eram a água e o peixe. Ainda vivemos nessa era onde a crença e a força religiosa mostra sua autoridade. Uma era em que a submissão é imposta como um dever. Um “Deus autoritário que pune os pecadores” delimita o sofrimento humano.

Desde o momento em que a civilização ocidental passa a impor poder por meio da ideia do dualismo, presenciamos um desequilíbrio de domínios sobre os seres humanos.  Isso começou na Era de  Gêmeos quando os faraós trazerem para si a representação dos "deuses na Terra". Para falar com Deus, o homem passou a ter que se dirigir ao Faraó. Antes disso, o ser humano sentia que trazia a fagulha dos deuses dentro de si o que define um sentimento poderoso e não dualista.

Na Era de Peixes, isso acontece em seu fervor máximo em uma período muito grande de submissão da maioria dos homens na Terra, aos poderes constituídos. Não é a toa que hoje observamos tanta miséria e pobreza de uma imensa maioria e uns poucos milionários que comandam

mais de 60% de toda riqueza do Planeta.

As religiões, como ferramentas de poder, se multiplicam e disputam seguidores. Na Era de Peixes o ser humano foi convencido de suas obrigações e aceitação de sua condição subalterna.

É uma era onde o homem se apega a imagem de um Deus superior que o protegeria, se ele merecesse. Tenta fugir do medo de seu duro destino apegando-se a fé.

O comunismo, o socialismo e as leis trabalhistas são criações dessa era bem como uma moral puritana que contrapõe o naturalismo dos desejos sexuais e amorosos. A mulher fica submetida à sociedades que questionam sua importância até que, no final do século XVII se "emancipa emocionalmente" mostrando desejo de liberdade com autoconfiança.

Por estar num signo de água, a Era de Peixes vê surgirem as grandes navegações marítimas que acabaram por mostrar que o Mundo é redondo, revelando conquistas em terras longínquas.

Netuno, regente de Peixes, rege também as substâncias gasosas e líquidas e podemos perceber nesta era, a utilização de venenos tóxicos, do chocolate, do café, do ópio, do fumo e outras drogas.

 

O mais notável nesta era surge com a Revolução Tecnológica e muitas descobertas científicas,

ações motivadas pelo signo de Peixes.

 

 

Era de Aquário

Aquário é regido pelo planeta Urano que nos traz a energia da eletricidade (energia), da ciência e da tecnologia. Estamos vendo inimagináveis revelações da ciência nesta nova era chegando: computador quântico, super energia de explosão subatômica, nanotecnologia, etc.


A avalanche de informações e o tempo que passa a andar mais rápido é uma das características de Urano. É a era da tecnologia aeronáutica, espacial mas também das terapias alternativas e da Astrologia. Há um convite a uma enorme potência individual e uma sensação de liberdade.

 

Alguns sinas importantes já foram detectados e mostram que, aos poucos, fazemos a transição da Era de Peixes para a Era de Aquário.

 

Talvez aqui, você comece a entender muito

sobre estar vivendo estes tempos no Planeta Terra.

Depois de longo espaço de tempo de escravidões, sofrimento e misérias ignoradas por reinados e impérios perversos, a Revolução Francesa explodiu com o lema "liberté, égalité et fraternité" (liberdade, igualdade e fraternidade). Mais perto de nós, as reação do movimento de Paz e Amor gerado pelos jovens do mundo todo em reação à perversa farsa da Guerra dos Estados Unidos contra o Vietnã, abriu-nos os olhos. Movida por interesses imperialistas, os EUA mandaram seus jovens para uma guerra que perdeu para estratégias dos nativos vietnamitas que detinham o conhecimento de lutas na selva. Toda uma geração americana foi dizimada ou aleijada e o mundo assistiu,

perplexo, do que o ser humano é capaz por poder.

 

Escuta-se, pela primeira vez, os jovens gritarem pela chegada da Era de Aquário. Tomara que você já buscar referências de bons filmes e músicas sobre está época.  Vai entender e sentir muito

sobre este movimento.

Sou um parágrafo. Cenas do Filme inglês, Jesus Cristo Superstar (1967)

Muito mais recente, uma pandemia revelou que a vida humana não é prioridade para quase nenhum dos poderosos que ditam as noras, no mundo. Uma catástrofe que poderia ter sido evitada se o cenário mundial não tivesse sido, nos últimos anos, de desmonte dos setores de saúde pública. Pessoas enfraquecidas pelo medo da recessão, pelo abandono de políticas públicas e por um mercado abjeto que nos estimula a uma vida dependente de remédios e fast food. O assunto "prevenção" passa a ser tratado como sem importância diante de uma população que entra no século XXI consumindo tudo que lhe mata,

refém de planos de saúde e medicina paliativa e cara.

O resultado disso, todo mundo está vendo: sucumbimos facilmente, empobrecemos aceleradamente enquanto os milionários triplicaram suas fortunas sem mostrar empatia e os governos, destinam verbas públicas aos interesses privados de seus grupos.

Durante este processo, o Planeta grita! Em 21 de dezembro de 2020 aconteceu o alinhamento de  planetas importantes no signo de Aquário. A  Lua Cheia veio como um aviso à humanidade: Marte com Saturno, Júpiter e Plutão. Muitos estudiosos afirmam que é mais um sinal do Universo de que estamos

entrando na Era de Aquário e com ela, veremos energias há muito tempo sonhadas.


Marte é o próprio Áries. Saturno fala de uma rígida disciplina como se os perversos fossem receber “o cobrador”.  Júpiter é o próprio Deus da expansão e Plutão,  destrói e finaliza. Esta conjunção pode entrar para os livros de história como um dos marcos da mudança de Eras.

A passagem de Eras acontece gradativamente portanto, ainda sentimos o peso da submissão humana em nossos tempos. As dores coletivas construídas durante a Era de Peixes, estão sendo sentidas no mundo.

A maioria ainda acredita que viemos a este plano físico para expurgar pecados. O sofrimento dos últimos tempos em crises econômicas, acúmulos exorbitantes de riquezas de uns poucos em detrimento da imensa maioria miserável, entre outras tragédias, levam muitos a um sofrimento coletivo gigantesco.

Por outro lado, é justamente no sofrimento evoluímos. Acabamos de ver isso nas outras Eras. No novo tempo que está chegando, provavelmente saberemos sentir que somos a verdadeira faísca de Deus.

 

Já entendemos que cocriamos nossa realidade e a Era de Aquário enfim mostrará que nascemos para a felicidade, a paz e a abundância. Não suplicaremos "a um Deus superior" que nos conceda alguma paz, teremos (em breve) a plena consciência cósmica de quem somos e como vibramos em alta potência.

 

E esta felicidade, em fim, nos fará, ingovernáveis. Teremos a independência da autocura e

autoconhecimento, portanto, vibraremos só amor.


 

© 2016 | Ciência do Milagre

TELEGRAM

(21) 97544.3794

Canal Ciência do Milagre

EMAIL
INSTAGRAM

© 2016 Todas as Fotos, Textos e Ilustrações de direito do Projeto Ciência do Milagre