COMO CHEGAREMOS NA ERA DE AQUÁRIOS

Na astrologia há doze signos zodiacais que nos influenciam e influenciam também o inconsciente coletivo da humanidade. As Eras são épocas importantes influenciada por estes arquétipos.
As Eras têm duração aproximada de 2.160 anos.

Passeando por elas, verificamos claramente como a humanidade se desenvolve:

Leão

Era de Leão ( 10.302 a 8.142 aC )

Na Era de Leão surgem muitos Deuses. É a Era deste signo regido pelo Sol (astro rei). Foi de fato uma Era que revelava fonte de vida e de luz, criatividade e pompa real. A Idade da Pedra é a do homem superando suas dificuldades com criatividade, criando ferramentas e comunicação por arte rupestre. O Continente de Atlântida teria existido nessa Era, como berço de cura de Raças Superiores. O final desta Era é marcada pelas ”paixões” de baixa vibração que fizeram submergir esta incrível civilização por um dilúvio.
 

Câncer

Era de Câncer ( 8.142 a 5.982 aC )

Fase regida pela Lua com forte tendência matriarcal como a que dominou a civilização egípcia. Vimos a evolução na Índia, Mesopotâmia, Egito e China, as civilizações que sob a regência de Câncer, se viram para a sustentabilidade de uma vida que não é mais nômade: o homem constrói moradia e se dedica ao alimento e a agricultura.

 

Gêmeos

A Era de Gêmeos ( 5.982 a 3.822 aC )

A Era de Gêmeos foi justamente a que o ser humano desenvolveu a comunicação. O desenvolvimento do intelecto aumentou a força do domínio. Gêmeos é regido por Mercúrio, deus da comunicação e, não à toa, o marco deste importante período foi a descoberta da escrita, acúmulo de conhecimento e consequente evolução.
Gêmeos também rege o movimento, a ação. Foi nessa Era que inventaram a roda, bem como o leme e as velas dos barcos impulsionados pelo vento (gêmeos é um signo de ar).

Escolas, tecnologias que impulsionaram agricultura e artes. No Egito, reina Hermes Trismegisto, que acumula conhecimentos de legislação, como sacerdote, pai das ciências físicas, criador dos números, da escrita, geometria, entre outros conhecimentos que norteiam as Eras modernas.

 

 Touro

Era de Touro ( 3.822 a 1.662 aC)

A Era do sagrado Bezerro de Ouro dos hebreus, do boi Ápis e da deusa Hathor representada por uma vaca que passa a ser sagrada na Índia.

O Touro rege a matéria e nenhum patrimônio da humanidade representa melhor esta “medida perfeita do Cosmos” melhor do que a pirâmide de Quéops.
Por esta importância dada à matéria, os egípcios preservavam os corpos após a morte. Também valorizou-se as forças e leis da natureza e, não por acaso, a cultura pastoril e a agricultura foram difundidas por toda parte. Touro é regido por Vênus que, como sabemos, ama as artes.  Cobre e metal (relacionado ao signo de Touro) começam a ser usados como utensílios na ourivesaria, além de pigmentos na pintura, a cerâmica, a música e a cosmética.

 
Era de Áries ( 1662 aC a 498 dC)
Áries é regido pelo ferro, pelo metal. A Era usa e abusa da metalurgia e o uso de armas de ferro nas guerras. Além disso, Áries é regido por Marte, o deus da guerra e é um signo muito caracterizado pela liderança e pela coragem.

O homem começa a se impor pela estratégia e força. Nessa Era surge o mito do herói e o culto masculino à virilidade, aos hábitos espartanos, aos atletas, aos gladiadores, aos ginastas e às olimpíadas marcadas pela competitividade e movimentos ligados à prática esportiva.

 

Peixes

Era de Peixes (495 dC ao nossos dias)
Sem dúvida o fenômeno do cristianismo que surge com o nascimento de Jesus no ano zero, foi muito marcante desta Era. Não por acaso, o símbolos religiosos da época eram a água e o peixe. Ainda vivemos nessa Era onde a crença e a força da Igreja definem muito das autoridades praticadas no mundo.  É uma Era em que a submissão é imposta como um dever e prática e o “Deus autoritário que pune os pecadores” delimita o sofrimento humano.

Desde de o momento em que a civilização ocidental passa a impor poder por meio da idéia do dualismo, presenciamos um acúmulo de preceitos herdados de outras Eras e uma submissão da maioria dos homens na Terra aos poderes constituídos.  

As religiões, como ferramentas de poder, se multiplicam e disputam seguidores. Na Era de Peixes o ser humano foi convencido de seu papel, com obrigações e aceitação de sua condição subalterna.

É uma Era onde o homem se apega a imagem de um Deus superior que o protegeria, se ele merecesse. Tenta fugir do medo de seu duro destino apegando-se a fé.

O comunismo, o socialismo e as leis trabalhistas são criações dessa Era bem como uma moral puritana que contrapõe o naturalismo dos desejos sexuais e amorosos, por exemplo, ao pecado original. A mulher fica submetida à sociedades que questionam sua importância.

Mas por ser um signo de água, a Era de Peixes vê surgirem as grandes navegações marítimas que acabaram por mostrar que o Mundo é redondo e revelou terras longínquas.

Netuno, regente de Peixes, rege também as substâncias gasosas e líquidas e podemos perceber nesta Era, a utilização de venenos tóxicos, do chocolate, do café, do ópio, do fumo e outras drogas. Sob a influência de Peixes nasce também o cinema e a fotografia.

Aquário

Era de Aquário
Aquário é regido pelo planeta Urano que nos traz a energia da eletricidade, da ciência e da tecnologia. Estamos vendo inimagináveis revelações da ciência desta nova Era chegando: computador quântico, super energia de explosão de subamos, nanotecnologia, etc.
A avalanche de informações e o tempo que passa a andar mais rápido, é uma das características de Urano. É a Era da tecnologia aeronáutica, espacial mas também das terapias alternativas e da Astrologia. Há um convite à uma enorme potência individual e uma sensação de liberdade.   
Aquários também ativa a excentricidade, a rebeldia e idealismo. O espírito humanitário vai brotar. São características deste signo de ar que começa a mostrar sua chegada nos convidando à liberdade e felicidade.

Olha que incrível, dentre estes planetas mais “novos”, Urano foi detectado por William Herschel em 1781. Seria consicidência  que a Revolução Francesa tenha acontecido em 1789? Podemos dizer que este evento cujo slogan é “Liberté, égalité, fraternité”(liberdade, igualdade e fraternidade), marca o início da Era de Aquário.

Esta transformação entre Eras acontece gradativamente portanto, ainda sentimos o peso da submissão humana em nossos tempos. As dores coletivas construída na Era de Peixes, estão sendo sentidas no mundo. A maioria ainda acredita que viemos a este plano físico para expurgar pecados. O sofrimento dos últimos tempos em crises econômicas, acúmulos exorbitantes de riquezas de uns poucos em detrimento da imensa maioria miserável, pandemias e hospitais públicos abandonados, alimentos envenenados e escassez de água potável, entre outras tragédias, levam muitos à um sofrimento coletivo gigantesco.

Por outro lado, é justamente no sofrimento coletivo que evoluímos e, dentro da Era que está chegando, provavelmente saberemos sentir a faísca de Deus que somos. Já percebemos que somos co-criadores de nossa realidade. Aquário enfim nos mostrará que nascemos para a felicidade, a paz e a abundância. Em vez da visão dualista que nos subjuga a pedir a um Deus superior que nos conceda alguma paz, teremos (em breve) a plena consciência cósmica de quem somos e como vibramos em alta potência.


 

© 2016 | Ciência do Milagre

TELEGRAM

(21) 97544.3794

Canal Ciência do Milagre

EMAIL
INSTAGRAM

© 2016 Todas as Fotos, Textos e Ilustrações de direito do Projeto Ciência do Milagre